.
.

O Elo Mais Fraco


No Outono, quando se vêem bandos de aves voando, formando um grande V no céu, indaga-se o porquê de voarem desta forma. Sabe-se que quando cada ave bate as asas, move o ar para cima, ajudando a sustentar a ave imediatamente de trás. Ao voar em forma de V, o bando beneficia de muito mais força de voo do que uma ave voando sozinha.
Pessoas que têm a mesma direcção e sentido de comunidade, podem atingir os seus objectivos de forma mais rápida e fácil, pois beneficiam de um impulso mútuo.
Sempre que uma ave sai do bando, sente subitamente o esforço e a resistência necessários para continuar a voar sozinha. Rapidamente, ela entra outra vez em formação para aproveitar o deslocamento de ar provocado pela ave que voa imediatamente à sua frente.
Se tivéssemos o mesmo sentido, manter-nos-íamos em formação com os que lideram o caminho para onde também desejamos seguir.
Quando a ave líder se cansa, ela muda de posição dentro da formação e outra assume a liderança.
Vale a pena revezarmo-nos em tarefas difíceis, e isto serve tanto para as pessoas como para as aves que voam juntas.
As aves de trás gritam, encorajando as da frente para que mantenham a velocidade. Finalmente quando uma ave fica doente ou se fere, duas aves saem da formação e acompanham-na para a ajudar e proteger. Ficam com ela até que consiga voar novamente ou morra. Só então, levantam voo, sozinhas ou noutra formação.
Se tivéssemos o sentido das aves também ficaríamos da mesma forma uns ao lado dos outros para apoiar os mais fracos.
.

Xutos - 30 Anos de Carreira

A 13 de Janeiro de 1979 fazem a sua estreia de palco nos Alunos de Apolo.
30 anos depois do arranque, os Xutos & Pontapés são o emblema do que significa rock & roll em português, por portugueses, para portugueses.
A discografia da banda está repleta de êxitos, alguns dos quais são verdadeiros hinos para os milhares de fãs que acompanham a carreira de Zé Pedro, Kalú, Tim, João Cabeleira e Gui.
Desde o primeiro single "Sémen", passando pelo "Homem do Leme", "Contentores", "Não Sou o Único", "Minha Casinha", "À Minha Maneira", "Chuva Dissolvente", "O Mundo ao Contrário", até ao mais recente "Sem Eira Nem Beira", não há quem não conheça pelo menos um tema dos Xutos.
Encerram hoje a digressão comemorativa dos 30 anos de carreira, com um grandioso concerto no Estádio do Restelo em Lisboa, onde são esperados mais de 40 mil espectadores.
.

Bom Fim-de-Semana!


"As águas beijei,
As nuvens olhei,
Às árvores cantei,
Na sua beleza.

Os bichos amei,
Na sua bruteza,
Na sua pureza,
De forças sem lei.

E porque os amei
E os acompanhei,
Não me senti rei
Na Mãe-Natureza."

Francisco Bugalho, in "Paisagem"

.

As Tuas Mãos São Para Proteger!


.

Cafés de Gatos

É a última moda no Japão!
Neste país, onde parece não haver espaço para tanto habitante e os apartamentos são pequenos e com uma política de convivência restrita, foram criados os “Cafés de Gatos” ou Cat Cafes.
Além do habitual café ou chá, os frequentadores têm ao seu dispor uma pequena sala onde podem conviver com os bichanos.
Tóquio possui vários Cat Cafes, como o
Cat-Prince, o Cat Cafe Calico ou o Nekorobi, com gatos residentes que fazem a delícia dos clientes. Uma hora com um gato custa cerca de sete euros, mas há quem invista muito mais para brincar e tirar fotos com os felinos.
Adeptos não faltam, desde homens de negócios atarefados, crianças, pessoas solitárias ou que sofrem de timidez. Cerca de 70% dos frequentadores não têm gatos por causa de alergias ou por restrições no local onde moram.
Os dóceis felinos agradecem este tratamento, uma vez que o abandono é o destino certo para mais de 240 mil gatos neste país.
.

Bom Fim-de-Semana!


"Eu não tenho vistas largas
nem grande sabedoria,
mas dão-me as horas amargas
Lições de Filosofia.

Uma mosca sem valor
poisa c’o a mesma alegria
na careca de um doutor
como em qualquer porcaria.

Quem me vê dirá: não presta,
nem mesmo quando lhe fale,
porque ninguém traz na testa
o selo de quanto vale.

Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, sem parecer o que são,
são aquilo que eu pareço."

("Sei que pareço um ladrão..." - António Aleixo)
.

Criaturas do Cinema


Quem não gosta de um bom filme com monstros, em especial aqueles que nos causam arrepios na espinha e fazem saltar da cadeira?
Ou daqueles em que a personagem principal é uma ternurenta criatura que nos faz rir, meditar, chorar?...
A sétima arte está repleta de personagens/criaturas de grande sucesso, e
is algumas das que atingiram maior mediatismo:

PRESERVE A NATUREZA!


.

Ligaçõ€s P€rigosas!

Sete instituições ligadas à Igreja Católica têm 9 milhões de euros retidos no Banco Português de Negócios (BPN).
São congregações religiosas que compraram títulos da Sociedade Lusa de Negócios aos balcões do BPN, antes do banco ter sido nacionalizado.
.

Bom Fim-de-Semana!


"Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."

(Mar Português - Fernando Pessoa)
.

Ele/a e Eu... não é estranho?

"Quando ele/a não acaba o seu trabalho, digo: é preguiçoso/a!
Quando eu não acabo o meu trabalho, digo: estou muito ocupado/a!

Quando ele/a fala de alguém, é maledicência.
Quando eu falo de alguém, é crítica construtiva.

Quando ele/a mantém o seu ponto de vista, é teimoso/a.
Quando eu mantenho o meu ponto de vista, sou firme.

Quando ele/a não me fala, é uma afronta.
Quando eu não lhe falo, é simples esquecimento.

Quando ele/a demora muito tempo a fazer qualquer coisa, é lento/a.
Quando eu demoro muito tempo a fazer qualquer coisa, sou cuidadoso/a.

Quando ele/a é amável, tem uma segunda intenção.
Quando eu sou amável, é porque sou virtuoso/a.

Quando ele/a vê dois aspectos de uma questão, é oportunista.
Quando eu vejo os dois aspectos de uma questão, sou largo/a de espírito.

Quando ele/a é rápido/a a fazer qualquer coisa, é descuidado/a.
Quando eu sou rápido/a a fazer qualquer coisa, sou hábil.

Quando ele/a faz qualquer coisa sem lhe pedirem, mete-se no que não lhe diz respeito.
Quando eu faço alguma coisa sem que mo peçam, tenho iniciativa.

Quando ele/a defende os seus direitos, tem mau feitio.
Quando eu defendo os meus direitos, mostro que tenho carácter."


SIM... É MUITO ESTRANHO!!
(Y. Blondel)

.
As imagens que ilustram os textos publicados neste blogue são seleccionadas, aleatoriamente, através do motor de busca Google. Agradecemos aos respectivos autores o enriquecimento visual que os seus trabalhos proporcionam e, se não divulgamos a sua origem é porque, na maioria dos casos, a mesma é, para nós, desconhecida. Para salvaguarda dos direitos de autor, estamos à inteira disposição dos eventuais lesados, para revelar a identidade do criador das fotos e/ou desenhos publicados. Observador@
.