.
.

Criança Triste

Acaso já viste
o olhar triste

da criança sem amor?

Acaso reparaste
quando por ela passaste
no seu rosto sem cor?
das que vegetam nos bairros de lata
inocentes vítimas
da sociedade indiferente
que friamente
se destrói e mata!

Acaso afagaste
seu rosto tristonho
sem luz, sem sonho!
e te lembraste
de a levar a passear
deixando-a correr
brincar, saltar
sobre a relva de jardins
onde não pode entrar?!
E por fim trataste de a alimentar?

Se nada tens feito

para a educar
vestir e calçar,
se nada disseste a protestar
contra o abandono
da criança da rua
e da separação
da que vive feliz,
a culpa é só tua
e não tens coração!

.(Sotero Tavares)

.

0 observações:

Enviar um comentário

.
As imagens que ilustram os textos publicados neste blogue são seleccionadas, aleatoriamente, através do motor de busca Google. Agradecemos aos respectivos autores o enriquecimento visual que os seus trabalhos proporcionam e, se não divulgamos a sua origem é porque, na maioria dos casos, a mesma é, para nós, desconhecida. Para salvaguarda dos direitos de autor, estamos à inteira disposição dos eventuais lesados, para revelar a identidade do criador das fotos e/ou desenhos publicados. Observador@
.